Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que é o Papel Electrónico?

por M, em 20.08.13

Os e-readers que utilizamos no dia-a-dia impedem que haja reflexo da luz exterior devido à tecnologia desenvolvida para ler os e-books: a tinta ou papel electrónio (ing.: electronic paper; electronic ink ou e-ink). O papel electrónico permite que a leitura de documentos e livros se aproxime bastante da leitura em folhas de papel convencional. Ou seja, ao contrário dos tablets, computadores e telemóveis/smartphones, com os quais lemos PDFs e outros documentos/textos, não há luz a ser emitida. Nos e-readers actuais, mesmo nos que têm iluminação/frontlight, a luz é reflectida, tal como acontece com o papel convencional. Assim, os nossos olhos sofrem menos, tanto por estarem expostos a radiação menos intensa e directa, como por se evitar o reflexo que ocorre com os LCDs.

 

Como é digital, o papel electrónico pode ser criado e editado facilmente, não necessitando de ser impresso para ser lido. Isto evita o fabrico de mais papel, facilita a criação e o acesso a livros e ainda os torna mais baratos.

 

Actualmente, a marca que domina o mercado é a E-Ink. Esta criou vários tipos de tinta electrónica:

  • E-Ink Pearl: permite ler preto e branco, com uma escala de 16 níveis de cinzento, mais comum nos e-readers actuais.
  • E-Ink Mobius: também é reproduz preto e branco, com uma escala de 16 níveis, que usa um ecrã TFT de plástico em vez de vidro. O ecrã torna-se, assim, mais leve, flexível, praticamente inquebrável e não risca facilmente.
  • E-Ink Spectra: este tipo de tinta electrónica oferece 3 cores – preto, branco e mais uma cor (p.e.: vermelho). Especialmente útil para os comerciantes quando querem destacar alguma promoção de um produto ou alterá-la facilmente.
  • E-Ink Aurora: também idealizada para os comerciantes, esta funciona a baixas temperaturas e é indicada para colocar nas placas dos preços dos produtos.
  • E-Ink Triton: Já vai na segunda geração, mas é relativamente recente. Além dos 16 níveis de cinzento, reproduz também 4096 cores. Ou seja, podemos ter e-readers que permitam a leitura a cores (existe o jetBook color 2, da ECTACO, e o PocketBook Color Lux, da PocketBook).

 

Há várias tecnologias de tinta electrónica. A E-Ink utiliza uma denominada electrophoretic display, que consiste numa camada de milhões de microcápsulas. Cada uma contém pigmentos pretos e brancos que se rearranjam quando há um estímulo eléctrico, criando o texto de uma página.

 

Microcápsulas do papel electrónico

 

Outra das vantagem que apresenta é o facto de o papel electrónico apenas consumir energia quando é necessário alterar o texto apresentado (na prática é o mudar de página num e-reader). Assim, quando estamos a ler uma página num e-reader não está a ser utilizada energia, ao contrário do que acontece com os LCD, que têm uma constante actualização da informação apresentada. É por isso que os e-readers têm autonomia muito duradoura.

 

Para além de e-readers, esta tecnologia é pode ser utilizada em relógios, telemóveis, revistas, jornais e outros aparelhos como pen drives (para indicar a capacidade), visores em rádios e mp3.

 

Para mais informações sobre a tecnologia E-ink vejam os vídeos e páginas abaixo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=Oqu1--AzM7U

http://www.youtube.com/watch?v=SpMfV-OfrFw

http://www.eink.com/technology.html

http://electronics.howstuffworks.com/gadgets/high-tech-gadgets/e-ink.htm

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01



Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D