Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A espera acabou! Num news release feito pela Sony há 2 dias vêm muitos detalhes sobre este e-reader inovador.

A data de lançamento será dia 3 de Dezembro de 2013, no Japão, e o lançamento internacional está previsto para Abril do próximo ano.

 

Sony DPT-S1

 

O nome deste aparelho mantém-se Digital Paper, abreviado para DPT-S1 no modelo. Este nome surgiu porque este e-reader foi desenvolvido com a ideia de substituir o papel, especialmente em meio laboral e académico. As toneladas de impressões que se fazem quando se quer entregar um trabalho, realizar exames, ler artigos, estudar e anotar sebentas e livros, ler processos criminais, estudos de mercado ou notícias do jornal e por aí fora podem agora ser subtituídas com este novo aparelho, que tem 13.3'', dimensões de uma folha A4, e permite realizar anotações.

É esta a ambição da Sony e parece-me que foi muito bem pensada.

 

Escrita mais precisa

A resolução é bastante boa, 1600x1200, melhor do que muitos tablets aí no mercado, e a tecnologia e-ink é a Mobius, desenvolvida apenas pela Sony. Esta tecnologia é excelente em vários aspectos. Como é construída utilizando plástico em vez de vidro o e-reader torna-se mais leve, o ecrã resiste melhor a eventuais quedas e riscos e as anotações feitas com a "caneta" são mais precisas e o traço é mais fino. Além disso, outra característica espectacular é a capacidade de fazer várias escalas de cinzento consoante a pressão exercida. Ou seja, se eu fizer mais pressão o traço é mais escuro e se eu fizer pouca pressão, o traço sai mais claro!

 

Quanto à bateria, esta dura, como já é habitual entre os e-readers, umas boas 3 semanas. Isto é superior a qualquer computador portátil, tablet e telemóvel juntos. Tem conectividade Wi-Fi suportanto WEP, WPA/WPA2 PSK e 802.1x EAP. A memória interna é cerca de 2.8 Gb mas esta é expansível através de um cartão microSD. É ultraleve, pesando apenas 358g, e permite a leitura de PDFs (e apenas PDFs, o que para mim não propriamente negativo, embora pudesse incluir ePub e Office).

 

Quanto ao preço, a empresa diz que ainda é uma estimativa, mas será 98,000 Ienes, que convertido em euros dá aproxiamadamente €750. Isto é um pouco desanimador. Embora nada esteja decidido, é provável que o preço se mantenha, pelo menos no início. Além disso isto é o preço no Japão, na Europa poderá ser superior... Estava à espera de um preço mais acessível, principalmente porque é direccionado para o meio académico, nomeadamente estudantes. Mas quem sabe, talvez se crie um desconto para estudantes, para universidades (e talvez consiga dinheiro suficiente no Neo para o pagar).

Isto é uma ideia que está a dar os seus primeiros passos, embora já se pensasse há bastante tempo, desde que surgiram os iPads. No entanto os iPads e tablets do género não parece que tenham sido a opção  ideal, pelo menos no que toca a estudo e aprendizagem (principalmente porque não houve grande aposta nesse sentido e também porque permitem bastantes distracções, não são eye-friendly e ainda pesam na mochila). O mais próximo que houve deste ideia foi o Kindle DX, que agora já foi descontinuado.

 

Fico à espera de Dezembro para ver as primeiras utilizações e reacções. No entanto, com este e-reader, a Sony está a criar um futuro inovador, mais prático para todos e mais amigo do ambiente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30



Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D